“Voluntários para o empreendedorismo e empregabilidade”

“Voluntários para o empreendedorismo e empregabilidade”

Neste Programa, o objectivo é delinear o plano de funcionamento de um serviço de apoio a desempregados ou a pessoas em situação de emprego precário a disponibilizar pelas IPSS interessadas.

Este serviço visará apoiar desempregados em:

  1. Criação do próprio emprego através da identificação e orientação na implementação de projectos de negócio com viabilidade.
  2. Procura de empego.
  3. Procura de soluções de qualificação e reconversão profissional com empregabilidade. O plano de funcionamento terá duas componentes principais.

A primeira componente consistirá em delinear a tipologia de apoios a prestar, os moldes em que os mesmos devem ser prestados e sua organização logística, seguindo de perto o recomendado a este respeito no estudo As Instituições Particulares de Solidariedade Social num contexto de crise económica.

A segunda componente consistirá na preparação dos conteúdos para divulgação deste serviço, junto de dois públicos-alvo:

  1. Voluntários a atrair para a prestação deste serviço.
  2. Potenciais utentes do serviço.

 

O Programa Operacional 7 (PO7) divide-se em três subprogramas:

Subprograma 1: Apoio à criação do próprio emprego

Resultou num Manual (que pode ser descarregado aqui) que pretende ajudar a montar um programa devidamente estruturado, para responder eficaz e eficientemente ao desafio de criação do próprio emprego.

Com efeito, o autoemprego é um dos veículos possíveis no combate bem sucedido ao desemprego/subemprego, bem como a muitos dos problemas sociais que estão inerentes ao desemprego/subemprego, como sejam a pobreza (muitas vezes envergonhada) e a falta de auto-estima. Estas são razões se sobra para se justificar o empenho das IPSS na causa do apoio ao autoemprego.

Subprograma 2: Memorandum do que é necessário para implementar processos de “coaching” feito por voluntários para apoio à procura de emprego

Deu origem também a um Manual (que pode ser descarregado aqui) , que se destina aos dirigientes e quadros técnicos das IPSS, explicando, passo a passo, como é que as IPSS podem implementar um programa de voluntariado para a empregabilidade.
Aquilo que se pretende com este manual é que as IPSS consigam gerar programas de apoio à empregabilidade bem estruturados, com o objectivo de inserir as pessoas ajudadas com maior facilidade no mercado de trabalho.

Complementarmente, criaram-se três ferramentas de apoio para serem utilizado aquando da implementação e execução do Programa “Voluntários para a Empregabilidade – Como Criar um Programa de apoio à Empregabilidade na sua IPSS”:

Formulário Excel

Modelo de CV

Modelo de carta de motivação

Subprograma 3: Divulgar soluções de formação/reconversão profissional existentes

Por último, foi ainda criado um ficheiro Excel (que pode ser descarregado aqui), que contém todas as instituições, respectivas localizações, e todos os cursos de formação profissional existentes em Portugal (actualizado em meados de 2013), assim como as perspectivas de saída profissional.

A utilidade prática deste ficheiro é servir de suporte numa óptica de encaminhamento de jovens ou pessoas desempregadas para formações profissionais existentes com boas perspectivas profissionais.