Dados do 2.º relatório do Barómetro COVID-19 e Paralisia Cerebral

O estudo, que começou a ser elaborado em abril, pretende avaliar o impacto da pandemia junto das pessoas com paralisia cerebral.
Neste segundo boletim apresentam-se indicadores do efeito da fase de confinamento da pandemia nas pessoas que têm paralisia cerebral. A destacar como os cidadãos que têm paralisia cerebral ficaram particularmente confinados nas suas residências e como isso lhes levantou especiais receios – pela garantia dos seus meios de subsistência e incerteza acerca do seu futuro. Destaca-se também o papel fulcral desempenhado pela família e pelas instituições de apoio.
Este questionário foi (e ainda está a ser…) realizado junto de pessoas com paralisia cerebral, os seus familiares, cuidadores e conviventes, profissionais que os apoiam (de saúde, educação e serviços sociais) e elementos das associações que os representam.

O projeto Barómetro COVID-19 e Paralisia Cerebral é uma colaboração entre a Federação das Associações Portuguesas de Paralisia Cerebral e o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge com a Escola Nacional de Saúde Pública, operacionalizado pelo Programa de Vigilância Nacional da Paralisia Cerebral.
O inquérito continua a decorrer e, a curto prazo, serão divulgados mais números e dados. O próximo boletim abordará o efeito da fase de confinamento da pandemia nos familiares e/ou cuidadores das pessoas que têm paralisia cerebral.

relatório 2 disponível em ‣‣‣ www.insa.min-saude.pt/wp-content/uploads/2020/07/BarometroCOVID19_PC_170720.pdf
relatório 1 disponível em ‣‣‣ www.insa.min-saude.pt/wp-content/uploads/2020/06/BarometroCOVID19_PC_120620.pdf

O Barómetro mantém-se disponível para novas respostas (ou atualização de respostas) em
https://forms.microsoft.com/Pages/ResponsePage.aspx?id=DQSIkWdsW0yxEjajBLZtrQAAAAAAAAAAAAMAANpL45NUOVNBWVczVVg2UkdCSjU2QkJHRUk5MEwzWC4u

» INSA – Barómetro COVID-19 e Paralisia Cerebral (17 julho)