Município apoia candidatura do Centro Social de Palmela

Autarquia investe na ampliação e requalificação da cresce “a Árvore”

O município de Palmela – enquanto beneficiário dos fundos comunitários no quadro do Pacto de Desenvolvimento e Coesão Territorial da Área Metropolitana de Lisboa – constituiu uma parceria com o Centro Social de Palmela , com vista à submissão de uma candidatura para requalificação da creche “A Árvore”, em Palmela.  A candidatura tem um investimento global de 558 mil 114 euros, dos quais são elegíveis com um cofinanciamento de 50 por cento [cerca de 329 mil euros], estando o arranque das obras previsto para Julho deste ano e o seu término no primeiro trimestre de 2020. 
Palmela apoia obra em cresce

Com esta intervenção, “a capacidade de acolhimento de crianças daquela creche passa de 65 para 72, contribuindo para um aumento de cerca de 0,4 por cento da taxa de cobertura de creches no concelho de Palmela”, explica a autarquia em comunicado enviado à ADN-Agência de Notícias.

Para além do apoio ao enquadramento e conceção da candidatura, a Câmara de Palmela irá “acompanhar o seu desenvolvimento e execução, contribuindo, igualmente, através de um protocolo assinado em 30 de Maio de 2018, para apoiar a contrapartida nacional do Centro Social de Palmela com um apoio financeiro na ordem dos 82 mil 288 euros”, diz o comunicado.
Com a requalificação da Creche “A Árvore”, pretende-se “intervir num equipamento social localizado no Centro Histórico de Palmela, dotando as suas instalações de um maior conforto, funcionalidade e segurança, respondendo às necessidades dos seus públicos, bem como dos diferentes profissionais das equipas técnicas afetas à instituição”, garante a autarquia de Palmela.
Em termos gerais, diz a Câmara, “a intervenção no edifício contribuirá, significativamente, para a melhoria da qualidade da resposta social, agregando os requisitos aplicáveis à valência e harmonizando as regras de funcionamento”.
Em simultâneo, “contribuirá para o reconhecimento do Centro Social Palmela enquanto local de referência ao nível dos serviços de apoio à infância, marca que carateriza esta Instituição Particular de Solidariedade Social, profundamente enraizada na comunidade e distinguida com a Medalha de Prata de Mérito Municipal”, sublinha o município.
Em termos específicos, a operação pretende, entre outros objetivos, “melhorar as condições de segurança, salubridade e conforto do edifício, por forma a assegurar as melhores condições de funcionamento; assegurar o acesso do edifício a públicos com mobilidade reduzida; aumentar a capacidade de utentes a afetar à resposta e  aumentar os níveis de satisfação das necessidades e expectativas de clientes, trabalhadores, fornecedores e parceiros” e dinamizar o Centro Histórico de Palmela, “considerando a importância dos serviços prestados pelo equipamento social na vitalidade da vila e na atração de famílias utilizadoras dos diferentes serviços”, explica a autarquia.
Do ponto vista operacional, esta intervenção “visa melhorar toda a zona da cozinha e áreas de apoio; adaptar e melhorar as instalações sanitárias; reorganizar os espaços destinados às valências bem como o espaço de apoio aos profissionais; melhorar a qualidade do ar; garantir mais e melhores acessibilidades; bem como assegurar as condições necessárias de segurança contra risco de incêndios”, conclui o comunicado da Câmara de Palmela.