“ENGENHO” aprova Plano de Atividades e Orçamento para 2020

Os associados da Engenho aprovaram, por unanimidade, o Plano de Atividades e Orçamento para 2020, em Assembleia Geral, realizada na manhã do dia 16 de novembro, no Centro de Apoio Comunitário da instituição, em Arnoso Santa Maria.

Assegurar a sustentabilidade económica e financeira da instituição, garantir o bom funcionamento de todas as respostas sociais e serviços com níveis elevados de qualidade e honrar compromissos perante terceiros são os grandes e permanentes desafios da Associação, segundo afirmou o presidente da direção, Manuel Augusto de Araújo. Este responsável frisou ainda que “há linhas mestras e objetivos que se devem manter, pois, numa instituição como a ENGENHO, o rumo deverá ter sempre o mesmo sentido: servir a comunidade e o seu território de intervenção contribuindo para reforçar a coesão social e territorial”.

Em termos orçamentais estão previstos rendimentos e gastos na ordem de 1 900 000 euros, sendo parte significativa da despesa, mais de um milhão de euros, alocada à massa salarial dos seus 85 colaboradores diretos. Os gastos da Associação também estão muito condicionados pelas “ geografias da periferia, territórios de baixa densidade e equipamentos desconcentrados da ENGENHO”, facto que leva Manuel Augusto de Araújo a reivindicar modelos e medidas de apoio, por parte do Estado, no âmbito do compromisso de cooperação com as organizações do setor social e solidário, ajustados aos “novos contextos, realidades, problemáticas e dinâmicas”.