“Exemplificar para impulsionar a acção”

“Exemplificar para impulsionar a acção”

Este programa visa fomentar projectos concretos que demonstrem que a implementação das recomendações referidas no Objectivo do PASIPSS é exequível e os benefícios para as IPSS são consideráveis.

Numa primeira fase, este Programa Operacional (PO1) focar-se-á em fomentar projectos de demonstração que impulsionem na implementação das seguintes recomendações:

  1. Captação de voluntariado especializado para apoio técnico à gestão.
  2. Criação de central(ais) de compras servindo várias instituições.
  3. Protocolos com escolas e outras entidades para a prestação de serviços que rentabilizem recursos/valências subutilizados (e.g., serviço de refeições, lavandaria, jardinagem, medicina no trabalho…).
  4. Contratação conjunta de recursos humanos especializados.
  5. Consolidação de serviços de proximidade entre instituições a operar na mesma área.
  6. Oferta de serviços em rede com instituições e grupos congéneres.
  7. Utilização da “Rede Social” enquanto fórum para intensificar o diálogo e a cooperação entre instituições.
  8. Colaboração com escolas, autarquias, forças de segurança, bombeiros, e outras entidades locais na detecção e encaminhamento de casos de necessidades sociais.

Nesta primeira fase, a IPI trabalhará com a CNIS para identificar oito IPSS (ou grupos de IPSS) adequadas à aplicação de cada uma das oito recomendações-alvo deste PO. As oito IPSS (ou grupos de IPSS) a envolver nesta fase devem:

  1. Estar disponíveis para funcionar como casos-piloto na adopção de uma destas recomendações, contando para isso com a orientação técnica da IPI. Uma vez a recomendação implementada, cada um destes casos-piloto será alvo de elaboração de um estudo de caso a disseminar entre todas as IPSS nos moldes previstos no PO11.
  2. Ter já em curso iniciativas que sejam bons exemplos de aplicação de algumas das oito recomendações visadas por este PO. Os exemplos identificados serão alvo da elaboração de um pequeno estudo de caso que será devidamente trabalhado para disseminação por todas as IPSS nos moldes previstos no PO11.

Numa segunda fase este programa será alargado às restantes recomendações, focando-se na recolha de exemplos de iniciativas postas em prática por IPSS, outras que não as dos caso-piloto.